RSS

Arquivo da categoria: Dicas

Cuidados necessários com seu pet no verão

O verão é uma delícia, mas nada é perfeito. O calor pode prejudicar qualquer um, inclusive os cães. Por isso, alguns cuidados devem ser tomados para que seu amigão não sofra.

Desidratação e patas queimadas são alguns dos problemas causados pelo calor. O G1 ouviu alguns especialistas e veterinários que deram dicas de como podemos evitar esses problemas. Confira o artigo na integra http://glo.bo/TJUe1X

A labrador Nina gosta de dar mergulhos na piscina em dias de calor (Foto: Isabela Figueira de Andrade/VC no G1)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de janeiro de 2013 em Dicas

 

Tags: , ,

Faça você mesmo – use roupas velhas para fazer brinquedos para cães

Sustentabilidade. Uma palavra que tem movido as pessoas a mudanças de hábitos e de consumo. E nessa pegada, pessoas extremamente criativas desenvolveram brinquedos para cães feitos com materiais recicláveis.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

Encontrei algumas opções bem legais feitos com retalhos de tecidos. Roupas furadas, rasgadas e manchadas podem virar brinquedos. Só lave beeem para tirar seu cheiro, porque o cão pode associar esses brinquedos com suas roupas ainda usáveis!

Anota aí e faça você mesmo:

Opção 1 – Usando duas tiras compridas de tecido, faça os nós até o final do tecido, como no vídeo:

Opção 2 – Usando 3 tiras de tecido faça nós na ponta e trance até o final:

Uma ideia também é juntar duas tranças de tecido em uma só com um nó ao meio do brinquedo.

Opção 3 – Se seu cão tem uma bolinha, que já tá bem usada, mordia e caidinha, uma opção é transforma-la em outra bolinha com puxadores usando uma camiseta velha.

Caso não tenha a bolinha, use uma garrafinha PET daquelas de água , envolva na camiseta dandos nós ao redor, e fazendo franjar trançadas ao final:

Opção 4 – Use bolinhas velhas. Fure os dois lados e passe uma corda (aquelas da opção 1) e de um nó. Fica igual aos briquedos vendidos nos pet shops.

Fonte: caodiario.com.br

Veja também:

Como usar garrafa pet para fazer um brinquedo para cachorro.

Tubo de papelão do papel higiênico e do papel toalha vira brinquedo

Leia sobre a importância dos brinquedos para os cães.

 
3 Comentários

Publicado por em 29 de agosto de 2012 em Brinquedos, Dicas, Faça você mesmo

 

Tags: , ,

Como proteger seu cão durante o tempo seco

A umidade relativa do ar é considerada prejudicial quando está abaixo dos 30%. Em muitos estados brasileiros não chove há mais de um mês e o tempo está bastante seco.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

A gente vai se virando como pode e seguindo instruções da Defesa civil, mas os cães também sofrem com o tempo seco e não sabem se cuidar sozinhos.

Segundo a médica veterinária Andressa Gontijo, da Clínica Home Vets, animais também são atingidos pelos problemas da falta da chuva, como pneumonias, gripes e alergias. Além desses, há também mal-estar, tontura, hipertermia, olhos vermelhos, boca seca, o que pode resultar em desmaios e desidratação.

Como proteger seu amigão

Quando o tempo estiver seco:

  • Fique mais atento se tem água fresca à disposição do seu cão, já que o consumo é maior.
  • Evite banhos quentes. Ao mandar seu cão ao petshop avise isso a eles.
  • Faça exercícios físicos com ele durante as primeiras horas da manhã, no final da tarde ou à noite, pois o corpo se cansa mais facilmente, a garganta passa a ficar mais seca e os olhos ficam irritados com facilidade. Prefira o ar livre com mais vegetação, onde o ar é mais fresco e não se esqueça de oferecer água de hora em hora.
  • Se for preciso, você poderá submeter seu cão à inalações, mas consulte um veterinário antes.

Dica extra: Andressa Gontijo também recomenda aplicar compressas de água filtrada nos olhos dos cachorros se estes estiverem irritados ou até mesmo o uso de um colírio de lágrima artificial.

Fonte – Canina blog

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2012 em Dicas

 

Tags: , , ,

Faça você mesmo – brinquedo para cachorro feito de papelão

Sabe aqueles tubos de papelão que vêm em papeis higiênicos e papel toalha? Então, ele pode virar brinquedo.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

Amasse a ponta do tubo e coloque a ração dentro dele. Seu cão vai destruir em segundos, mas isso estimulará o faro dele e, o melhor, o peludinho vai trabalhar para comer. É o que eles fazem quando selvagens: caçam!

Veja também:

Brinquedo com garrafa pet (aqui).

Leia sobre a importância dos brinquedos para os cães

 
2 Comentários

Publicado por em 24 de agosto de 2012 em Dicas, Faça você mesmo

 

Tags: ,

Faça você mesmo – brinquedo de garrafa pet para cães

Seu cão precisa se distrair quando você está ausente. Caso contrário, ele vai descarregar sua frustração, sua ansiedade e energia nos móveis e objetos da casa.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

Falei em outro post sobre a importância dos brinquedos e o como escolher o correto para cada cão. Agora, trago um “Faça você mesmo” de brinquedo de garrafa pet. Anota aí:

1- Pegue uma garrafa pet, lave e tire o rótulo
2 -Coloque petiscos bem picadinhos ou a ração dentro e tampe
3 -Faça furos grandes para que o cão sinta o cheiro e consiga tirar a comida da garrafa (assim ele não desiste)
4 -Jogue para ele quando estiver de saída

Ele vai passar o dia tentando pegar as delicinhas de dentro da garrafa e não vai se preocupar em acabar com a casa.

 
17 Comentários

Publicado por em 20 de agosto de 2012 em Brinquedos, Dicas, Faça você mesmo

 

Tags: ,

Como evitar disputas entre cães

Os cães são animais que vivem em grupos, em bando, inclusive compostos por humanos e outros animais. Acontece que para os cães a hierarquia e a posição social dentro de um bando é muito importante e alguns fatores podem levar a brigas entre eles.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

Estou com esse problema em casa. A minha dálmata, a Latoya, está chegando à maturidade, por isso ela está buscando seu lugar no nosso bando e, pra isso, resolveu “derrubar” a Madona, a são bernardo, de sua posição agredindo-a e impedindo-a de chegar perto dos brinquedos e das pessoas.

Como evitar brigas entre os cães

Pra tentar resolver esse caso, pesquisei sobre o que pode levar um cão a uma briga e como evitar. Compartilho com vocês o que encontrei:

Respeite a hierarquia

Primeiro, você deve ser o líder. Abaixo de você e das demais pessoas que convivem com os cães, perceba qual deles está na posição mais altar de hierarquia e privilegie este, caso contrário, ele pode querer atacar o outro cão por desrespeito. Dê a ele primeiro os petiscos, a comida e os brinquedos.

Como reconhecer o grau hierárquico? É fácil: ele controla tudo, costuma ser observado e seguido, é respeitado pelo(s) outro(s) cachorro(s). O que está abaixo na escala, normalmente, coloca o rabo entre as pernas, lambe a boca do outro e dá outros sinais de submissão.

Evite disputas por alimento e objetos

Se você perceber que determinado objeto ou alimento causa briga entre os cães (como osso), evite usá-lo. Ou, então, só o ofereça quando os cães estiverem separados. O mais prudente é servir a comida isoladamente ou sob supervisão humana, para evitar conflitos desnecessários.

Não dê bola a pequenos desafios

Dar atenção a cães que se desafiam em pequenas brigas pode torná-las mais frequentes só para chamar a nossa atenção. Interferir nessas disputas tão comuns também pode atrapalhar a definição da liderança e resultar em mais brigas posteriormente.

Castração pode ajudar

Brigas ocorrem mais entre cães do mesmo sexo. A castração pode ajudar a reduzir esses conflitos, tanto entre machos como entre fêmeas (elas tendem a ficar mais agressivas no cio).

Convívio constante

Só separe os cães se houver necessidade. Quando eles ficam sem contato por algum tempo e depois voltam a estar juntos, podem se mostrar mais dominantes em relação ao território e aos objetos disponíveis. O resultado provável é haver brigas mais sérias. Se possível, mantenha o convívio entre os cães, mesmo depois de pequenos conflitos entre eles.

Exerça forte liderança

A maior parte das brigas ocorre quando o proprietário resolve interagir com os cães, brincando ou acariciando. Para evitá-las, é preciso demonstrar forte liderança e não permitir provocações e rosnados que possam evoluir para briga.

Lidando com momentos críticos

Existem situações que favorecem o começo de brigas. Por exemplo, voltar de um passeio feito com somente um dos cães, que não seja o dominante do grupo. Nesse momento, para os cães não ficarem se cheirando ou se confrontando, deve-se criar um foco diferente de atenção. Por exemplo, ao chegarem ofereça um petisco ao cão dominante e, em seguida, aos demais. Assim, todos prestarão atenção em você, em vez de um tentar controlar o outro.

Fonte: Revista Cães & Cia, n. 307, dezembro de 2004

Reconheça os sinais pré-briga

  • Aproximação lenta e caltelosa
  • Corpo ereto e tenso
  • Olhar fixo no outro
  • Cauda pra cima
  • Pelos eriçados

Quando perceber esses sinais, use biribinhas, chocalhos ou alguma coisa que faça-os desviar a atenção. Assim você pode evitar que a briga aconteça.

Lembre-se:

  • Nunca cause ciúmes
  • Não repreenda com agressões físicas
  • Não recompense o mal comportamento – ou seja, não dê petiscos ou carinho depois de uma briga, mesmo que seja apenas tocar em uma ferida
  • Não estimule o início da briga – quando perceber que os cães vão começar uma briga, evite usar seus nomes, pois eles podem compreender como “ataque!”

Posts relacionados:

Vai pegar outro cão? Veja como evitar brigas

Cachorro com ciúme de outro cachorro

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de agosto de 2012 em Comportamento, Dicas

 

Tags: , ,

Como ensinar seu cachorro a se exercitar na esteira

Não existem desculpas para não exercitar seu cão. Já falei em milhões de posts sobre a importância do passeio, inclusive falei sobre o trabalho dos Dog Walkers. Você pode dizer que não tem tempo para passear ou que não tem grana pra pagar alguém que faça isso por você, mas tenho mais uma solução pra te oferecer: a esteira empoeirada e parada na sua casa.

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

como ensinar seu cão a andar na esteira

Se você é dessas pessoas que compram uma esteira pra se exercitar, usam por um mês no maior pique e depois deixam a coitada encostada em qualquer lugar, saiba que seu investimento não foi em vão.

Enquanto você assiste a novela das 8, passa roupa, faz janta, ajuda seu filho no dever de casa, seu cachorro pode gastar as energias na esteira de casa. Isso não substitui o passeio, mas ajuda a desestressar e descarregar a tensão do cão.

Além disso, a esteira é indicada para:

– animais obesos;
– animais confinados em hotéis ou canis;
– reabilitação pós-operatoria ou de membros lesionados;
– treinamento para competições ou exposições desde de filhotes.

Como ensinar seu cão a usar a esteira

Primeiro, coloque-o na esteira de forma bem feliz, com o apoio de petisco ou brinquedo. Comece bem devagar, para ele se acostumar. Continue dando petiscos e elogiando-o, para que ele se sinta confiante e orgulhoso.

Aos poucos, vá aumentando a velocidade. Você conhece seu cão, se ele for um beagle ou um dálmata, certamente irá aguentar uma velocidade que o faça correr. Já se for um bulldog, a velocidade deve ser bem reduzida, por causa da dificuldade de respiração.

Antes de parar, vá diminuindo gradativamente, para que ele não se sinta tonto. Depois de algumas semanas de exercício nem será mais necessário essa gradação, porque ele já terá se acostumado.

Por favor, não deixe de passear com seu cão, pois ele se sente feliz em ver coisas novas. Cheirar, correr, conhecer outros cães e pessoas é muito importante para a felicidade plena dele.

Veja os posts sobre Passeios

 
1 comentário

Publicado por em 15 de agosto de 2012 em Dicas, Passeio

 

Tags: , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: