RSS

Relação entre cães e plantas

29 nov

Tenho um quintal bem gostoso, perfeito para ter jardim e cachorros, mas minhas duas peludinhas comem tudo quanto é vegetal que veem pela frente. Mas não é impossível ter plantas e cachorros convivendo juntos sem problemas.

Siga O Mundo Cão no twitter

A adestradora do Cão Cidadão Caroline Serratto dá dicas para treinar corretamente os cães.

Cães adoram cavar buracos e comer alguns tipos de plantas. Esse comportamento é natural e saudável. Se o peludinho fica preso e sem fazer atividades, isso se torna ainda mais comum.

Normalmente o safadinho vai escolher aquela sua plantinha preferida, que você vive cultivando e tratando. Isso acontece porque ele procura te imitar ou quer chamar sua atenção. Outro fator que os leva a mexer com os seres verdinhos é o tédio. Alguns cães não tem o que fazer o dia todo, não possuem brinquedos, ficam entediados e encontram na destruição uma forma eficiente de aliviar seu estresse e também de se exercitar.

Dicas para melhorar esses problemas:

• Encha o espaço de brinquedos para seu cão destruir: brinque com os brinquedos, deixe-os com seu cheiro, e torne-os interessantes para o cão. Assim ele terá objetos para destruir, e não precisará recorrer às plantinhas;

• Exercite seu cão: faça passeios, jogue bolinhas, deixe-o correr. Ele tem que gastar energia, assim ficará mais tranquilo e feliz! Importante: cada cão tem um ritmo, não exceda os limites de seu cachorro (veja dicas de passeio);

• Não cuide de suas plantas na frente do seu cão: ele pode querer te imitar, ou relacionar sua presença com o fato de mexer nas plantas, aí acabará destruindo-as;

• Se, ao chegar em casa, perceber que seu cão destruiu plantas, fez bagunça, etc, não dê bronca, e limpe a bagunça quando ele não estiver por perto. Muitos cães passam a relacionar a bagunça com a atenção do dono – mesmo que seja uma atenção de má qualidade, como uma bronca – e acabam repetindo as bagunças, para que o dono “apareça” para dar a bronca novamente;

• Torne o contato com a planta desconfortável: existem sprays amargos próprios para cães – vendidos em petshops – que podem ser colocados nas plantas. Neste caso, repita as aplicações umas três vezes ao dia, para que o cão vá desistindo da planta.

Atenção: não utilize produtos que não sejam próprios para cães, pode ser perigoso para a saúde do seu cão!

• Buracos: No caso de buracos na terra, tampe o buraco com as fezes do seu cão, e depois jogue um pouco de terra por cima. Os cães não costumam cavar onde encontram as fezes;

• Crie um cantinho para seu cão: pode ser uma caixa de areia, para que ele faça buracos, e plantinhas próprias para cães – existem sementes próprias, disponíveis no mercado pet. Assim ele terá o cantinho dele para que possa brincar!

Vou seguir essas dicas e, quem sabe, ter meu tão sonhado jardim com plantas sem marcas de dentes.

Fonte: Blog Dr. Pet no portal R7

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de novembro de 2011 em Comportamento, Dicas

 

Tags: ,

Obrigada por comentar. Vou ler e responder sempre. Volte sempre

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: