RSS

Arquivo da categoria: Pelagem

Como os cães sentem frio?

Fiz um post sobre os cuidados que devemos ter com os cães durantes os dias mais frios (aqui), mas quando determinar se aquele dia está realmente frio para o animal? Será que o frio que o cachorro sente é como o que nós sentimos? Não!

Mundo Cão no Twitter e no Facebook

A temperatura do corpo do cachorro é bem diferente da nossa, sendo maior (entre 38 e 39,5°C). Isso dá condições para que cães suportem mais o frio que os seres humanos. Além disso, o pelo muda (ciclo piloso) conforme a estação, ficando mais denso no inverno (veja aqui o ciclo de mudança dos pelos).

como um cachorro sente frio?

Há também a questão da espessura da pele de um cachorro, que são mais grossas, mais soltas e com mais camadas de gordura no tecido subcutâneo. Até mesmo a forma como eles respiram mudam nos dias mais frios; eles liberam menos calor.

Não se engane. Ver um cãozinho tremendo não quer dizer que ele esteja com frio. O mecanismo cerebral provoca um leve tremor para gerar mais calor.

Além disso, cães de pelos longos sentem menos frio (ou não sentem), já que a densidade do pelo o protege. Huskys e são bernardos, por exemplo, são animais de lugares gelados e não há necessidade alguma de “embrulha-los”.  Lembre-se que o mercado pet apenas quer empurrar para donos leigos produtos que, na verdade, não são necessários.

Antes de vestir seu amigão, leve em consideração seu porte, peso e pelagem. Deixar um pinscher desprotegido e dormindo em uma varanda ou quintal não é a mesma coisa que fazer isso com um pastor alemão.

 
6 Comentários

Publicado por em 14 de agosto de 2012 em Curiosidades, Pelagem

 

Tags: ,

Comportamento – automutilação

Um cão se automutila quando se morde e se lambe a ponto de causar ferimentos. São feridas avermelhadas, com falha de pelo e podem apresentar pontos vermelhos.

Um peludinho criar esse problema comportamental por diversos motivos: doenças físicas, problemas psicológicos ou articulares.

cães que se automutilam

Siga O Mundo Cão no twitter

Fique de olho nos sintomas:

Cães que se lambem excessivamente – Podem estar com a Síndrome da Lambedura (Dermatite acral lick) que pode causar feridas ou abscessos sobre as áreas que são repetidamente lambidas.

Cães com queda de cabelo (Alopsia) – Excesso de lambidas, mastigação, mordidas e excesso de higiene podem levar um cão a desenvolver falhas de pelo e manchas de pele em áreas do corpo. Alguns cães chupam as pernas até a pele se soltar, podendo deixar no osso . Cães estressados também podem arrancar o pelo.

Problemas na pele – Irritação da pele, tais como erupções cutâneas (manchas avermelhadas), feridas e lesões é tanto um sinal como pode ser uma causa de automutilação.

*Como se observa, o comportamento de automutilação muitas vezes faz com que os cães desenvolvam feridas na pele. Mas, a irritação da pele em si pode ser o que fez com que o cão começe a lamber ou mastigar a pele como uma forma de aliviar o desconforto.

Manchas na pele – Olhe para peles manchadas, especialmente na camada abaixo. Ela pode ser marrom, vermelha ou rosa-tingido. Lesões desenvolvidas a partir da mastigação também pode manchar a pele com sangue.

Lesões na cauda – Muitos cães perseguem suas caudas, mas não a mordem. A mordedura do rabo é um problema que causa lesão e pode requerer amputação parcial se for grave o suficiente.

De olhos nas principais causas:

  • Estresse/Ansiedade (separação, tédio, saudade, medo)
  • Dor (Síndrome da Cauda Equina)
  • Coceira (infestação de pulga ou carrapato)
  • Alergias (alimentar, doenças de pele, a pulgas e carrapatos)

Se seu cão apresenta os sintomas, procure um veterinário.

Fonte: Denise Dechen

 
2 Comentários

Publicado por em 23 de julho de 2012 em Comportamento, Pelagem

 

Tags: , , ,

Quedas de pelos – Troca ou doença?

A queda de pelos é praticamente um martírio para quem cria cães. O sofá, os tapetes, roupas pretas… tudo fica cheio de fios indesejados.

Siga O Mundo Cão no twitter

Normalmente a troca de pelo acontece duas vezes ao ano: na entrada do inverno e do verão, mas aqui no Brasil as estações não são muito bem definidas e por isso os cães distribuem pelos pela casa o ano todo.

Acontece que os pelos velhos vão dando lugar aos novos e não apresenta falhas. Para evitar que sua casa seja infestada por pelos é importante a escovação diária (ou pelo menos um dia sim outro não). Assim você ajuda acelerando o processo de troca.

troca de pelos no verão e no inverno

Aqueda não comum:

Outros fatores podem levar a queda de pelos do seu cachorro. Pode ser estresse, doenças sistêmicas, desnutrição ou alimentação inadequada, infecções na pele por pulgas, sarnas, fungos e carrapatos, dermatite e outras coisas.

Nesses casos você irá perceber que há falhas na pelagem do seu cão, seja localizada ou generalizada. Se isso acontecer, leve seu peludinho ao veterinário sem demora.

queda de pelos por doença

Queda de pelos e raças:

Cães de pelos curtos como pinscher, dálmata, pug e labrador ou de pelos parcialmente longos com sub pelo denso, como são bernardo, husky siberiano e pastor alemão perdem muito pelo.

Já raças com pelos longos com crescimento contínuo (e precisam ser tosados regularmente) como poodle, yorkshire, lhasa apso e maltes quase não perdem pelo.

 
35 Comentários

Publicado por em 30 de dezembro de 2011 em Pelagem

 

Tags: , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: